Um só grito Uma só nação

Texto Áureo: Hb. 11.30

Pela fé, caíram os muros de Jericó, sendo rodeados durante sete dias.

Leitura bíblica 

Josué 6.1-5,15,16,20.

 Jericó (cidade da Cisjordânia, perto de Jerusalém, na borda setentrional do mar Morto).

Js. 6. 6.ss:…Josué tinha dado ordem ao povo, dizendo:Não gritareis, nem fareis ouvir a vossa voz, nem sairá palavra alguma da vossa boca, até o dia em que eu vos disser: gritai! Então gritareis. E quando os sacerdotes pela sétima vez tocavam as trombetas, disse Josué ao povo: Gritai, porque o Senhor vos entregou a cidade.  

1-UMA IMPLOSÃO PELA FORÇA DA FÉ.

A derrubada dos muros de Jericó aconteceu por dois motivos espirituais:

- FÉ       - OBEDIÊNCIA

2- A sabedoria de Deus é algo enlouquecedor para a sabedoria humana.

I Co.1. 18. Porque a palavra da cruz é deveras loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, e aniquilarei a sabedoria o entendimento dos entendidos.

I Co.2. 14: Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque para ele são [loucura]; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.

Josué necessariamente conseguiu que o povo entendesse a loucura aparente de andar em círculos, tocar e gritar a uma só voz, para derrubar a Cidade-Fortaleza de Jericó.

a-Por que ele conseguiu isto?

A resposta nós encontramos na Bíblia Sagrada.

–Obediência:

Dt.34. 9: Ora, Josué, filho de Num, foi cheio do espírito de sabedoria, porquanto Moisés lhe tinha imposto as mãos; assim se filhos de Israel lhe obedeceram , e fizeram como o Senhor ordenara a Moisés.

Se não fora assim jamais ele conseguiria que o povo realiza-se, tão - aparente - papel ridículo e ineficaz.

O fato em si é descrito, até pelos descrentes, porém com ressalvas, como: presença de forças desconhecidas vindas de outros cosmos, leia a descrição de um destes pensamentos, o que na verdade, só vem corroborar os versículos acima:

Ilustração.“A história de Jericó é contada no Livro de Josué. O sítio atual de Jericó foi encontrado. As muralhas de pedra tinham mais de três metros de espessura. O que poderia ter derrubado paredes tão volumosas? De acordo com o Velho Testamento, foi o poder de Deus. Marchando ao redor do forte de pedra e soprando trompetes não se poderia quebrar tais muralhas. A Arca da Convenção estava lá e foi responsável por derrubar as muralhas de Jericó. Há numerosas referências para, novamente, um grande espanto“.

Sim foi o poder de Deus.

Mas, o que estes céticos desconhecem é, que a estratégia principal foi:

A fé e a obediência do povo hebreu, nas palavras de Deus dadas ao líder Josué.

-Mais:

A marcha ao redor, as trombetas e o grito desafiaram a grandeza da estrutura e as abalaram, pois o poder da fé estava, nestes atos, aparentemente incapazes de atingir a fortaleza das muralhas.

  3- Estratégia de Deus utilizada por homens:

Após passar a pé enxuto o Rio Jordão, Israel necessitava de algo portentoso para continuar sua marcha, por o pé na Terra prometida era apenas a primeira etapa.

A hora que determinaria a continuidade da Jornada de retorno apenas iniciara e era necessário tomar posse das cidades e dominar o povo que habitava a Terra da Promessa.

Deus sempre prepara desafios cada vez maiores para seu povo.

A primeira cidade à ser conquistada era uma cidade-fortaleza, à despeito dos céticos, que já descrevemos, conquistar Jericó era na realidade um visceral e importante desafio.

Quando nós começamos a vencer, Deus nos vai aumentando a capacidade de conquista com novos e grandes desafios, para que o seu nome cause espanto aos que não crêem em suas maravilhas. Aleluia, glorias a DEUS

a- Detalhando a estratégia de Deus dada a Josué:

Sl.18. 29: Com o teu auxílio dou numa tropa; com o meu Deus salto uma muralha.

Quando nós estamos à mercê de Deus ele fala conosco sobre como derrubar gigantes, montanhas, muralhas. AMÉM.

Assim, Deus fez com Josué dando-lhe uma estratégia de guerra, que tinha características de guerra espiritual, à princípio, para derrubar o Muro de Jericó e em seguida, representando a necessidade da ação humana utilizando os homens em armas para destruir os inimigos cerrados em Jericó.

b- Note como se desenvolve a cena espiritual:

Primeiro Deus age, depois você entra em ação.

Primeira ação é a espiritual comandada pela fé em Deus, como a fé de Abraão.

A segunda a ação é a ação do homem confiado que vai haver a ação divina que lhe dará meios de entrar e avançar e conquistar o impossível, aos seus olhos.

Terceira ação de Deus ele te coloca bem defronte ao problema.Deus não usa subterfúgios para nos fazer vencedores e conquistadores.

“Fé é a virtude que faz Deus agir para permitir o homem conquistar”.

c- Vejamos:

Durante sete dias, marchariam em círculo, à volta da cidade, levando a Arca da Aliança. Os sacerdotes iriam tocando as trombetas, enquanto o resto do povo os acompanharia com um solene silêncio.

Dariam uma volta cada dia e voltariam para o acampamento.

d- Teste de fé e resistência física e espiritual, mas você pode dizer:

O povo estava acostumado a andar, não era bem assim! 

Eles estavam acampados já há algum tempo, próximo a região de Jericó, e mesmo no deserto eles ficaram parados, por alguns anos em certos trechos do caminho.

4- A estratégia da vitória:

Não são os guerreiros a terem o papel principal no combate, mas os sacerdotes;

São usadas trombetas, principal instrumento musical de louvor a Deus e de oração em todas as festas religiosas (Nm 10, 8. Os filhos de Arão, sacerdotes, tocarão as trombetas; e isto vos será por estatuto perpétuo nas vossas gerações. Ora, quando na vossa terra sairdes à guerra contra o inimigo que vos estiver oprimindo, fareis retinir as trombetas; e perante o Senhor vosso Deus sereis tidos em memória, e sereis salvos dos vossos inimigos.);

 Onde eles estavam naquele momento: na Terra da Promessa, era hora de dar ouvidos ao sonir da trombeta.

Nenhum general [figurativamente, pois havia mais de um líder e general - Josué -, além de Deus] dirige a batalha, mas a Arca da Aliança, porém a hora era espiritual; “Há momentos que barreiras físicas deste mundo só caem com o som da trombeta dos homens de Deus, seja pela Oração, seja pela benção, seja pela profecia, seja pela Unção.Você já experimentou ouvir a voz do seu Líder para obter a vitória?

a- Mas, cuidado: 

I Co.14. 8: Porque, se a trombeta der sonido incerto, quem se preparará para a batalha?

Ou como diz Paulo: II Tm 3.1. Sabe, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos penosos…homens…amantes de si mesmos…implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis…traidores…tendo aparência de piedade, mas negando-lhe o poder.

Os soldados israelitas assistem a um cortejo espiritual com a Arca da Aliança, e não a um exercício regular de combate, guardando o respeitoso silêncio próprio da oração;

O grito de guerra que lançam no último dia era o clamor que os israelitas costumavam lançar nas suas festas religiosas (2Sm 6,15: Assim Davi e toda a casa de Israel subiam, trazendo a arca do Senhor com júbilo e ao som de trombetas.; Lv 25,9: Então, no décimo dia do sétimo mês, farás soar fortemente a trombeta; no dia da expiação fareis soar a trombeta por toda a vossa terra.; Nm 29,1: No sétimo mês, no primeiro dia do mês, tereis uma santa convocação; nenhum trabalho servil fareis; será para vós dia de sonido de trombetas.);

Os guerreiros entram em ação em número de [Js.4.13:] quarenta mil homens em pé de guerra passaram diante do Senhor para a batalha, às planícies de Jericó.

5-O relato está marcado simbolicamente pelo uso do número 7 que significa perfeição:

-7 dias dura o contornar a cidade - Deus certamente - ilação do autor - queria que o povo contemplasse o tamanho da cidade, que eles iriam conquistar e a grandeza do que iriam ver.

-7 sacerdotes

-7 trombetas,

-7º dia dão 7 voltas.

JOSUÉ 6.1.ss: Ora, Jericó se conservava rigorosamente fechada por causa dos filhos de Israel; ninguém saía nem entrava. Então disse o Senhor a Josué: Olha, entrego na tua mão Jericó, o seu rei e os seus homens valorosos. Vós, pois, todos os homens de guerra, rodeareis a cidade, contornando-a uma vez por dia; assim fareis por seis dias.

1-Sete sacerdotes levarão sete trombetas de chifres de carneiros adiante da arca;

2-no Sétimo dia rodeareis a cidade

3-Sete vezes,

4-e os sacerdotes tocarão as trombetas.

5-E será que, fazendo-se sonido prolongado da trombeta,

6-e ouvindo vós tal sonido,

7-todo o povo dará um grande brado; então o muro da cidade cairá rente com o chão, e o povo subirá, cada qual para o lugar que lhe ficar defronte.

Antes de Josué preparar sua estratégia militar, o SENHOR lhe disse, que tinha, entregue em sua mão, Jericó, ao seu rei e aos seus valentes: a batalha estava ganha. AMÉM, GLORIAS A DEUS

Bastava-lhe apenas entrar na cidade, e o SENHOR explicou-lhe como derrubar as muralhas.

Não tente ganhar sozinho, a batalha, com os seus próprios métodos ou com seu braço forte, creia na Palavra e no Poder de Deus.  

6- A fé testada na ação:

Contudo, hoje a própria ciência desenvolvida ao longo dos anos, tenta explicar a estratégia de Deus, dada a Josué, de tal forma, que dizem: ILUSTRAÇÃO

O som [ressonância], a freqüência das passadas, o número seqüencial de voltas no mesmo lugar, pode explicar, de maneira razoável a implosão das muralhas de Jericó.

O povo obedeceu integralmente.

Mas, o Milagre teria o mesmo valor, pois, se o povo desobedecesse à ordem, pela confiança em Deus, nada disso teria ocorrido, mas a fé em Deus, os fez demolir a Cidade-fortaleza. ALELUIA

6-1 -Aprendendo lições neste trecho bíblico:

a- Ficar calado:

Ficar calado não significa estar sem agir, o silêncio ordenado, por Deus produz resultados visíveis.

Pv.17. 28: …o que cerra os seus lábios, por entendido.

Existe a hora de ficar calado até Deus mandar você gritar.[ Jr.4.5: Anunciai em Judá, e publicai em Jerusalém; e dizei: Tocai a trombeta na terra; gritai em alta voz, dizendo: Ajuntai-vos, e entremos nas cidades fortificadas.].

Imagine uma multidão de 40.000 homens andando horas, calados, sem conversar [texto bíblico: Não gritareis, nem fareis ouvir a vossa voz, nem sairá palavra alguma da vossa boca, até o dia em que eu vos disser], mas inteiramente devotados à ordem do líder Josué.

b- Será que nós podemos conseguir vitórias, como esta, sem a lição do silêncio?

A massa humana que andava e agia como um só homem, não era mais uma multidão, todos tinham um só objetivo [Nm.10. 3: Quando se tocarem as trombetas, toda a congregação se ajuntará].

O texto bíblico quer demonstrar, que ajuntar é formar um corpo único, como um só homem.

Assim como a Igreja o objetivo deve ser um só corpo.

Ef.4. 4: Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação;16. do qual o corpo inteiro bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, efetua o seu crescimento para edificação de si mesmo em amor.

Josué havia lhes falado o segredo aprendido com o grande libertador Moisés:

Ex.14.13.14: Moisés, porém, disse ao povo:…estai quietos, e vede o livramento do Senhor, que ele hoje vos fará; porque aos egípcios [ou a Jericó, ou o problema] que hoje vistes, nunca mais tornareis a ver…e vós vos calareis.

Se eles não agissem assim não teriam vitória.

A seqüência do texto bíblico é ressaltada posteriormente, com a ordem:

quando ouvirdes o som da trombeta gritai”.

Jr.4.19:Não posso calar; porque tu, ó minha alma, ouviste o som da trombeta e o alarido da guerra.

c- Um só grito, uma só unção:

Devo gritar ao mesmo tempo em que, o meu irmão ao meu lado e toda Congregação gritar, para que haja resultado visível aos nossos olhos e o nome do Senhor seja glorificado!

Isto foi amplificado pela Igreja primitiva.

At.2.42.e perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. Em cada alma havia temor, e muitos prodígios e sinais eram feitos pelos apóstolos. Todos os que criam estavam unidos e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens e os repartiam por todos, segundo a necessidade de cada um. E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E cada dia acrescentava-lhes o Senhor os que iam sendo salvos.

Assim a Igreja crescerá.

CONCLUSÃO:

Para alcançar o poder de derrubar muralhas, é só agir sob uma liderança que foi testada no deserto, aprovada por Deus, usarmos a Fé e a Obediência e estarmos calados, só falarmos quando Deus nos autorizar.

Este é o caminho para derrubar barreiras, muralhas e toda a força do inimigo.

Precisamos gritar ao toque da trombeta de Deus, para derrubar as muralhas, com exemplo de vida de comunhão e não de emulações e porfias, uma vida de dedicação, honra e amor ao próximo, de tal forma, que tudo que seja contrário, à unidade, na hora de derrubar muralhas, o que fala de união - uníssono -, como foi o grito dos hebreus.

Sem isto não haveria efeito, façamos com que aquilo, que foi preparado para impedir nossa vitória vire um montão diante, de nossos olhos e dos inimigos da Igreja de Deus.

A DEUS toda honra e glória pela Vitória.

Pr.Hipolito Cesar

Comments